Em 2022, parceria entre Agecef CE e SR CE potencializa ações para gestores da Caixa

65
Elaine Carlos (SR Ceará) em entrevista à Agecef CE no dia 14/12.

Após dois anos intensos de pandemia, 2022 chegou para ficar marcado como um ano de retomada. A Agecef Ceará atuou ativamente para dar suporte aos gestores da Caixa, sempre atenta às demandas da categoria e incentivando os cuidados com a saúde física e mental dos associados. 

Ao longo desses 12 meses, foram promovidas diversas ações de lazer, esporte e educação que contribuíram para a qualidade de vida e bem-estar dos gestores. Para o sucesso das ações, além do engajamento dos associados, foi fundamental a parceria com a Superintendência Regional da Caixa no Ceará (SR Ceará), que esteve presente em vários momentos.

Elaine Carlos e Júnior Mororó (presidente da Agecef CE) durante evento de reconhecimento promovido pela SR Ceará, alusivo à Copa do Mundo

“Estamos finalizando mais um ano com a sensação de dever cumprido. Precisamos agradecer a todos os associados, que acreditam e apoiam o trabalho da Agecef. Não podemos deixar de agradecer também a parceria com a SR Ceará, que esteve junto em várias ações, colaborando para que a nossa associação exercesse seu papel, apoiando e potencializando as nossas iniciativas”, afirma Júnior Mororó, presidente da Agecef Ceará. 

Elaine Carlos, Superintendente Regional no Ceará, acredita que essa parceria resulta em ações práticas voltadas para os gestores. “Essa aproximação fortalece as relações entre os gestores tanto com a SR e como com a entidade”, afirma, destacando o Líder de Si Mesmo, os eventos de reconhecimento e o Encontro de Mulheres no Outubro Rosa.

Agecef CE, SR Ceará e Flow Desenvolvimento no lançamento da jornada Líder de Si Mesmo.

O Líder de Si Mesmo contou com lançamento durante o horário de expediente, com participação de Felipe Figueiredo (representando Elaine Carlos), e teve seis encontros, uma jornada completa de cuidados com a saúde mental. “Foi muito interessante e pretendemos repetir em 2023 porque acho que surtiu excelentes efeitos”, adianta Elaine. Já nos eventos de reconhecimento, com premiações temáticas alusivas ao Oscar e à Copa do Mundo, e no Outubro Rosa, a Agecef ganhou espaços importantes na programação para falar diretamente com os gestores e divulgar suas ações, eventos e campanhas. 

Júnior Mororó destaca ainda a presença da SR Ceará em eventos como o Pedalando Pela Saúde, Corrida Agecef e Festa de Confraternização. “Estreitar essa relação de forma institucional ajuda a fortalecer a nossa entidade e ajuda na articulação dos interesses dos gestores junto à empresa”, diz o presidente.  

Participação da Agecef Ceará no Encontro de Mulheres, evento promovido pela SR Ceará no Outubro Rosa.

Resultados

Elaine Carlos lembra que neste ano, com o arrefecimento da pandemia, a Caixa deu uma retomada no seu papel negocial de banco: “Tivemos alguns picos de covid-19, mas numa situação diferente por conta dos reforços na vacina, então a Caixa voltou a alinhar o seu papel social, que é o seu principal papel, com o negocial”. 

Elaine Carlos mostra premiações recebidas pela SR Ceará

No dia da entrevista (14/12), a SR Ceará estava em 1º lugar nacional nos resultados. “Isso é fruto também da união de propósitos entre a SR e os nossos gestores. Tentamos conduzir a gestão da maneira mais leve possível, escutando os colegas, tentando sempre alocá-los da melhor forma para que eles possam realizar o trabalho. Como a equipe é muito preparada, eles conseguem realizar isso tendo essas condições”, afirma Elaine. 

Segundo ela, a expectativa para 2023 é de fortalecer ainda mais o papel social do banco, com o pagamento de beneficios sociais (vale lembrar que o Ceará tem um dos maiores volumes de pagamento do Auxílio Brasil). “Sempre buscamos alinhar isso à rentabilidade das agências do banco. Então a gente acredita que essa crescente de 2022 perdure e avance em 2023, principalmente em resultado financeiro”.

Junior Mororó ressalta o comprometimento dos gestores da Caixa no Ceará com a função social do único banco 100% público do país: “Temos gestores competentes e conscientes sobre a missão da Caixa no combate às desigualdades e no desenvolvimento do Brasil. Nossos colegas são agentes de transformação, que se dedicam diariamente, gerando excelentes resultados financeiros para a empresa que são revertidos em políticas públicas”, afirma.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here